05 agosto 2012

Conforme-se

"O interessante é nos conformarmos com as coisas. 
Talvez se elas tomaram esse rumo, era porque realmente as coisas tinham que acontecer dessa forma. 
Talvez possamos não entender agora e ficarmos procurando um milhão de respostas para tentarmos aceitar o fato de ter sido assim, porém daqui a um tempo tudo fará sentido, tudo mesmo. 
Cada lagrima derramada, cada sorriso esquecido, cada gesto que não tenha sido reconhecido. 
Deus sabe o que faz e a gente sabe disso. 
Talvez o segredo seja simplesmente aceitar, e entender que as coisas acontecem para nos fortalecer, para nos fazer crescer. 
E os sábios fazem disso uma lição, os tolos passam a vida toda inconformados com a situação. 
Talvez a resposta seja tirar forças pra seguir em frente e disso se fortalecer, crescer, prosperar, se tornar uma pessoa melhor. 
Talvez o único segredo seja entender que a única coisa na vida que não deve ter fim é a busca pela felicidade, ser feliz tem que ser uma batalha diária. 
Temos que ser felizes todo dia, toda hora, e quando não der a gente sacode a poeira e começa tudo de novo. 
Porque a vida é assim mesmo é feita de altos e baixos e se tudo tem seu oposto se pra noite existe o dia se pra tristeza existe a alegria pode acreditar que se hoje você está mal daqui a alguns dias com toda certeza você ficará bem. 
Seguir em frente sem olhar para trás é preciso as vezes e enfrentar o mundo de peito aberto e um sorriso no rosto é a coisa mais linda de todas, mas isso é só pros valentes, só pra quem tem coragem e se a vida tem algum sentido talvez esse seja um dos mais belos dela. 
[Daniel Cajueiro]

♫ 'But I'll admit tha I was glad that it was over,
(...) Now you just somebody that I used to know...

Um comentário:

  1. Tão triste nasceu hoje o Verão
    Tão agreste sopra este colérico vento
    Tão molhada está esta verde terra
    Tão cinza está um coração em desalento

    Mentem os que disserem que perdi a Lua
    Os que profetizaram o meu futuro de luz
    Mentem os que acharam que não me visto de sentimento
    Os que acham que apenas a mentira seduz

    Acolhi no olhar todas as coléricas vagas que alcancei
    Abracei uma roseira e senti o golpe dos espinhos
    Senti o aroma errante das hortênsias
    Numa viagem por sete caminhos

    No primeiro encontrei monstros e deuses
    No segundo um céu sem cor e estrelas
    No terceiro uma errante alma em desalinho
    No quarto um pássaro que se perdeu do ninho

    Boa semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir